História

O primeiro Curso de Medicina que inaugurou as instalações renovadas do Campo de Santana, e concluíu a licenciatura na NOVA Medical School|Faculdade de Ciências Médicas foi o de 1973-1980. Inscreveu-se na Reitoria da Universidade Clássica, mas iniciou as aulas já na então chamada "Extensão do Campo de Santana" da Faculdade de Medicina de Lisboa e constituiu o núcleo inicial da Faculdade.

Iniciou as suas aulas no Instituto de Higiene e Medicina Tropical, à Junqueira, e além das aulas nos locais referidos teve também aulas no Instituto de Ciências Sociais e Políticas, ex Instituto de Ciências Sociais e Política Ultramarina, no Palácio Burnay, na Rua da Junqueira, bem como nos hospitais que foram sendo articulados com a Faculdade, o primeiro dos quais o Hospital de Egas Moniz.

Este curso teve a particularidade de durar sete anos, tendo em conta as indefinições quanto ao estatuto legal da já então conhecida como "Faculdade do Campo de Santana", que só vieram a ser esclarecidas em 1977, com a criação formal da Faculdade.

Já nessa altura inovadora, a Faculdade utilizava meios audio-visuais modernos, gravando as aulas teóricas em vídeo, que posteriormente podiam ser visionadas nos horários mais convenientes para os estudantes, nomeadamente para os estudantes trabalhadores.

No entanto o primeiro curso a ter o Diploma emitido pela recém criada Faculdade foi o curso de 1977, então chamado "dos Civis", uma vez que, apesar de ter tido os seus primeiros anos na Faculdade de Medicina de Lisboa / Hospital de Santa Maria, veio a ter os anos de ensino clínico nos "Hospitais Civis de Lisboa", que iniciaram em 1976, obtendo os seus diplomas de Licenciado em Medicina e Cirurgia pela Faculdade de Ciências Médicas em 1978.

O conhecimento destes primeiros anos é fundamental para a História desta Escola, que surgiu no período conturbado de 1974 e que passou por diversas situações que ajudaram a criar um forte espírito de corpo e uma cultura verdadeiramente Nova.