Pós-Graduação em Emergência e Medicina Intensiva - 3ª Edição

Candidatura On-Line

Coordenação
Professor Doutor Fernando Nolasco
Prof. Doutor Rui Paulo Jinó Moreno

Apresentação
Nascida nos anos 50, na sequência da epidemia de poliomielite, a Medicina Intensiva estabeleceu-se, cresceu e desenvolveu-se como uma área autónoma do saber, com forte pendor hospitalar, que:

  • apresenta um corpo de conhecimentos próprios, não exclusivo de qualquer especialidade existente, que se desenvolveu ao longo do tempo, tendo por base a monitorização intensiva e o suporte do doente grave com falências orgânicas potencialmente reversíveis;
  • possui um conjunto de gestos técnicos, classicamente associados a múltiplas diferentes especialidades, necessários para fins diagnósticos, de vigilância, orientação e terapêutica;
  • assenta num modelo próprio de atuação prática, com base no conceito de “know how, why and when” complementado por uma estratégia de avaliação contínua;
  • implementou novas regras de organização que, ultrapassaram as paredes da UCI, interagindo com outros Serviços, mudando as práticas e os processos hospitalares;
  • colabora ativamente na formação e atuação em situações de urgência/emergência e em situações de catástrofe.

Num país com grande deficit de profissionais nesta área da Medicina, onde o deficit de estruturas e recursos humanos é marcado, torna-se assim crucial, para a prestação de cuidados de saúde de qualidade às populações, o treino especializado.

Pretende-se que a Universidade dê o seu contributo na criação e transmissão de competências e saberes em Medicina de Emergência e Medicina Intensiva a todos os médicos interessados nesta área do saber, promovendo assim as suas funções de criação, preservação e ensino.
A NOVA Medical School continua a assumir um papel de inovação e liderança nesta área, como noutras, sendo a primeira escola de Medicina em Portugal a dispor de uma Pós-Graduação na área da Medicina de Emergência e da Medicina Intensiva. 

O elevado numero de candidaturas que as duas edições prévias (2014, 2016) desta Pós-Graduação tiveram, o tempo quase record com que as mesmas foram efetuadas, o interesse dos formandos, bem expresso no seu empenhamento, frequência e participação nas aulas, resultados finais e ainda pela avaliação positiva que fizeram, justificam plenamente a realização de uma 3ª edição desta Pós-Graduação.

Objetivos
Pretende-se que esta edição de Pós-Graduação em Medicina Intensiva ajude a criar as bases para a prática de uma Medicina Intensiva de qualidade – em todas as suas vertentes, da investigação à clínica – com forte ligação académica e aos outros saberes e competências cultivados pela Faculdade de Ciências Médicas.

Dada a grande heterogeneidade e a necessidade do domínio da Medicina de Emergência por todos aqueles que pretendam praticar Medicina Intensiva de qualidade decidiu-se juntar ao programa curricular as bases da Medicina de Emergência, atualmente uma competência reconhecida pela Ordem dos Médicos.

Pretende-se ainda construir com esta Pós-Graduação as bases para a proposta de futuro de um Curso Internacional de Mestrado em parceria com a Universidade do Porto, Universidade Autónoma de Barcelona e St. Georges Universidade de Londres.

Corpo Docente
(em confirmação)

Duração
Número de Horas Presenciais: 300 
Número de Horas de Trabalho Totais: 750

Plano Curricular
A divisão do Programa em Blocos de Ensino por temas afins, com uma lógica de sequência e de conteúdo e que permita avaliações parcelares, foi uma mudança de sucesso da 1ª para a 2ª Edição, indo de encontro às pretensões dos formandos e, ao mesmo tempo, racionalizando recursos. 
Estes 4 Módulos terão um membro do Corpo Docente responsável pela articulação com os alunos, Faculdade e entidades que darão patrocínio científico à Pós-Graduação. Estas interfaces serão sempre efetuadas em contato estreito e sob a supervisão da Coordenação do Curso.

Calendário

Calendário 

Metodologia de Avaliação
A avaliação será contínua. A classificação final resultará da média aritmética das classificações obtidas nos testes de escolha múltipla a realizar no final dos vários módulos; apenas a classificação final será arredondada às unidades.

Destinatários
Graduados em Medicina, com aproveitamento de pelo menos 2 anos de especialidade primária, relacionada com a área da Medicina Intensiva (por exemplo Medicina Interna, Cardiologia, Pneumologia, Medicina de Emergência, Anestesiologia, Cirurgia, etc.).

Critérios de Seleção
São aceites preferencialmente candidatos com frequência prévia mínima de 3 meses de estágio em Serviço/Unidade de Medicina Intensiva considerado idóneo pela Ordem dos Médicos ou trabalhando em equipa dedicada de Serviços de Urgência Médico-cirurgico e/ou Polivalentes. A candidatura de outros Licenciados em Medicina (por exemplo Internos do Ano Comum - IAC) ou outros internos das especialidades atrás referidas que não cumpram integralmente estas condições será ponderada caso a caso, de acordo com o respectivo Curriculum Vitae.

Regime de Faltas
A presença dos formandos é obrigatória em 75% das horas de contacto.

ECTS
30

Numerus Clausus
Número mínimo: 29
Número máximo: 30

Data-Limite de Candidatura
15 dezembro 2017

Data de Início
12 janeiro 2018

Horário
Sextas-feiras das 16:00 às 20:00;
Sábados das 09:00 às 12:00/13:00 e, quando aplicável, das 14:00 às 18:00.

Informações e Candidaturas
Divisão Académica - Secção de Pós-Graduação
Campo Mártires da Pátria, 130 | 1169-056 Lisboa
Tel.: 21 880 30 66 | Fax: 21 880 30 68
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.  | www.fcm.unl.pt

MÓDULO 1

Janeiro 2018

 

Dia 12 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Introdução e conceitos básicos relacionados com a Medicina Intensiva.

Dia 13 (sábado)

09:00 - 12:00

Medicina Intensiva: do Homem à técnica.

Dia 19 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Teoria geral da adaptação e Homeostase.

Dia 20 (sábado)

09:00 - 12:00

Emergência e Medicina Intensiva: o pré-hospitalar.

14:00 - 18:00

Transporte primário, secundário e terciário do doente crítico.

Dia 27 (sábado)

09:00 - 13:00

Visita à VMER e S.U do Hospital de S. José, CHLC, E.P.E.

 

Fevereiro 2018

 

Dia 02 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Visita à UCINC Hospital de S. José, CHLC, E.P.E.

Dia 03 (sábado)

09:00 - 12:00

Visita à UCINC Hospital de S. José, CHLC, E.P.E.

14:00 - 18:00

Visita à UCINC Hospital de S. José, CHLC, E.P.E.

Dia 09 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Bioestatística e metodologia de investigação.

Tipos de estudos epidemiológicos, confundimento e interação. Critica com a ajuda da lista CONSORT, da leitura de um artigo.

Dia 10 (sábado)

09:00 - 13:00

Bioestatística e metodologia de investigação.

Tipos de estudos epidemiológicos, confundimento e interação. Critica com a ajuda da lista CONSORT, da leitura de um artigo.

14:00 - 18:00

Dia 16 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Bioestatística e metodologia de investigação.

Tipos de estudos epidemiológicos, confundimento e interação. Critica com a ajuda da lista CONSORT, da leitura de um artigo.

Dia 17 (sábado)

09:00 - 13:00

Bioestatística e metodologia de investigação.

Tipos de estudos epidemiológicos, confundimento e interação. Critica com a ajuda da lista CONSORT, da leitura de um artigo.

14:00 - 18:00

Dia 23 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Avaliação do Módulo 1.

 

 

MÓDULO 2

Março 2018

 

Dia 09 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Princípios gerais de Antibioterapia e de prevenção e controlo da infeção no doente crítico.

Dia 10 (sábado)

09:00 - 13:00

Fundamentos de Farmacologia no doente crítico com especial ênfase na AB - PK/PD.

14:00 - 18:00

 

Abril 2018

 

Dia 06 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Fluídos.

Dia 07 (sábado)

09:00 - 13:00

Principais patologias do sistema cardio-circulatório. Monitorização Hemodinâmica invasiva, minimamente invasiva e não invasiva (ATCIC Hemodinâmica).

14:00 - 18:00

Dia 13 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Da Infeção à Sépsis. Novas definições.

Dia 14 (sábado)

09:00 - 13:00

Diagnóstico e terapêutica da Sépsis: SSC.

14:00 - 18:00

Dia 20 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Avaliação do Módulo 2.

 

 

MÓDULO 3

Abril 2018

 

Dia 20 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Hematologia e alterações da Hemóstase. Políticas transfusionais de sangue e hemoderivados.

Dia 21 (sábado)

09:00 - 13:00

Alterações endocrinológicas; Patologia obstétrica crítica.

14:00 - 18:00

Doença cardíaca e síndromes coronários agudos.

Dia 27 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Ecocardiografia em Medicina Intensiva.

Dia 28 (sábado)

09:00 - 13:00

Ecocardiografia em Medicina Intensiva.

14:00 - 18:00

 

Maio 2018

 

Dia 04 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Acessos vasculares.

Dia 05 (sábado)

09:00 - 13:00

Via aérea artificial em Medicina Intensiva.

14:00 - 18:00

Dia 11 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Fisiopatologia respiratória e ventilação mecânica.

Dia 12 (sábado)

09:00 - 13:00

Fisiopatologia respiratória e ventilação mecânica.

14:00 - 18:00

Dia 18 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Broncofibroscopia.

Dia 19 (sábado)

09:00 - 13:00

Broncofibroscopia.

14:00 - 18:00

Dia 25 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Patologia hépato-bilio-pancreática e intestinal; Peritonite secundária e terciária.

Dia 26 (sábado)

09:00 - 13:00

Trauma e queimados; Cirurgia de controlo de dano.

14:00 - 18:00

 

Junho 2018

 

Dia 02 (sábado)

09:00 - 13:00

Imagiologia no doente crítico: FAST; Ecografia vascular e pulmonar; Interpretação básica de exames de imagem.

14:00 - 18:00

Dia 08 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Avaliação e nutrição artificial.

Dia 09 (sábado)

09:00 - 13:00

Avaliação e nutrição artificial.

14:00 - 18:00

Dia 15 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Alterações renais e alterações do equilíbrio hidroeletrolítico e ácido-base. Técnicas de suporte renal.

Dia 16 (sábado)

09:00 - 13:00

Alterações renais e alterações do equilíbrio hidroeletrolítico e ácido-base. Técnicas de suporte renal.

14:00 - 18:00

Dia 22 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

O doente neurocrítico.

Dia 23 (sábado)

09:00 - 13:00

O doente neurocrítico.

14:00 - 18:00

Dia 30 (sábado)

09:00 - 13:00

Imagiologia no doente crítico: seleção e interpretação básica de exames de Neuroimagiologia.

14:00 - 18:00

 

Julho 2018

 

Dia 06 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Avaliação do Módulo 3.

 

 

 

 

MÓDULO 4

Setembro 2018

 

Dia 14 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Delírio e alterações psiquiátricas, SSPT e qualidade de vida.

Dia 15 (sábado)

09:00 - 13:00

Analgesia e sedação no doente crítico.

14:00 - 18:00

Dia 21 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Paliação e Cuidados em fim de vida.

Dia 28 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Cuidados de Medicina Física e de Reabilitação no doente crítico

Dia 29 (sábado)

09:00 - 13:00

Cuidados de Enfermagem no doente crítico.

14:00 - 18:00

 

Outubro 2018

 

Dia 12 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Bioética.

Dia 13 (sábado)

09:00 - 13:00

Princípios de toxicologia. Principais Intoxicações: diagnóstico e terapêutica.

14:00 - 18:00

Dia 19 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Morte cerebral e cardíaca. Doação de órgãos.

Dia 20 (sábado)

09:00 - 13:00

Gestão clínica e liderança; Segurança clínica e qualidade; Índices de qualidade e segurança; Benchmarking.

14:00 - 18:00

Dia 26 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Suporte avançado de vida.

Dia 27 (sábado)

09:00 - 13:00

Suporte avançado de vida.

14:00 - 18:00

 

 

 

Novembro 2018

 

Dia 09 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Emergência e catástrofe; Bioterrorismo.

Dia 16 (sexta-feira)

16:00 - 20:00

Avaliação do Módulo 4. Avaliação e encerramento do Curso.