Bibliografias

Bibliografias: Citação e referenciação

1. Normas para referir documentos:

2. Recommendations for the Conduct, Reporting, Editing
3. Organização das referências bibliográficas
4. Armazenar e organizar referências

 

Há várias questões que se colocam na elaboração de uma bibliografia. É importante que estas questões sejam pensadas desde o início para garantir a recolha completa dos dados que devem ser apresentados, evitando duplicação de esforços e sobretudo, inconsistência na apresentação da lista de referências. Aprender a citar e referenciar a informação usada é fundamental, de modo a evitar acusações de plágio (voluntário ou involuntário).

Estas são algumas das questões colocadas à Biblioteca:

  • Como devo apresentar a referência de um artigo de revista? ou de um capítulo de um livro? ou de um "abstract"?
  • Como devo citar uma informação retirada da Internet?
  • Qual a melhor forma de ordenar em lista o conjunto de referências que tenho?
  • Como fazer ligar a menção que tenho no meu texto com a referência correspondente na bibliografia final?

A Associação Americana de Bibliotecas-ALA apresenta - de forma sintética - vários tópicos que dão orientações prévias à organização de uma bibliografia, veja como aqui.  

  • Existem diversas formas para fazer a citação de cada um dos diferentes tipos de documentos que pretendemos referir, porque as regras existentes nesta matéria são muitas e criadas por diversas entidades e organismos.
  • Algumas dessas regras têm "força de lei" como as Normas nacionais para cada país, aplicando-se na sua inexistência as normas internacionais.
  • Contudo, as revistas científicas exigem muitas vezes aos Autores (para a publicação dos seus artigos) formatos de apresentação próprios, que nalguns casos se tornaram muito relevantes, podendo considerar-se a par das normas referidas anteriormente, como por exemplo as: “Recommendations for the Conduct, Reporting, Editing, and Publication of Scholarly Work in Medical Journals”.
  • Finalmente, convém referir ainda outro tópico importante, que consiste na forma de apresentar essas referências em listagem, estabelecendo uma ligação lógica e coerente dessa lista (chamada "Bibliografia, Referências", etc) ao texto do trabalho que estamos a redigir.

Em síntese, “referenciar” consiste em identificar livros, artigos científicos e outros documentos usados ao longo do trabalho, através de citações (forma abreviada no corpo do texto) e bibliografia (forma pormenorizada no fim do trabalho).

 

 

1. Normas para referiR DOCUMENTOS:

 
Normas Portuguesas - NP

O Instituto Português da Qualidade, IPQ, é o organismo nacional responsável pela elaboração de normas que se aplicam a várias áreas e setores da atividade.
De entre as várias normas que dizem respeito à esfera de "Documentação", a Norma Portuguesa relativa a referências bibliográficas é a NP 405, editada em 4 partes distintas.

As mais usadas neste contexto são: a NP-405-1 – Documentação e Informação que compreende - as monografias (totalidade/ partes/volumes/contribuições; as publicações em série (totalidade/parte da publicação); os artigos de publicações em série; as teses, dissertações e outras provas académicas; as actas de congressos, conferências, seminários; os relatórios científicos e técnicos; as patentes e as normas e a NP-405-4 – Documentação Eletrónica, que abrange - as monografias (livro electrónico ou qualquer outro documento monográfico); as bases de dados; os programas, partes e contribuições desses documentos; publicações em série, artigos e outras contribuições; - BB(s), news groups, listas de discussão e mensagens.
Pode consultar exemplos práticos aqui (PDF)

 

 Normas Internacionais- AMA, APA, Internet

A American Medical Association criou o American Medical Association Manual of Style, que é um dos mais utilizados em Biomedicina.
Para saber mais, clique aqui 

Apesar de serem mais usadas no âmbito das Ciências Sociais, as Normas editadas pela APA são importantes em matéria de Referências Bibliográficas.
Para saber mais, clique aqui => e APA Style Essentials.

Por ser cada vez mais frequente a consulta de documentos em formatos electrónicos, há múltiplos sítios onde esse tema é tratado na Internet, a National Library of Medicine - entidade responsável pela Medline / PubMed consultável via Internet - tem um documento que refere como Citar em Medicina. Para pesquisar este documento, clique aqui.

 

2. Recommendations for the Conduct, Reporting, Editing, and Publication of Scholarly Work in Medical Journals 

Na sequência do “Uniform Requirements for Manuscripts submitted to Biomedical Journals”, no qual um grupo de editores de revistas científicas em Biomedicina, procurou uniformizar os vários quesitos de apresentação, que cada uma das revistas do grupo exigia aos Autores que submetiam trabalhos científicos para publicação, convertendo este modelo no mais utilizado para citações bibliográficas neste contexto, em 2013 surge o documento “Recommendations for the Conduct, Reporting, Editing, and Publication of Scholarly Work in Medical Journals”, que resultou de alterações a nível das políticas editoriais (secção sobre potenciais conflito de interesses).

 

3. Organização das referências bibliográficas em listagem e sua relação com o texto

Uma questão complementar das citações bibliográficas é a forma como ordenar as referências e como estabelecer a correspondência entre o texto e a bibliografia listada.
Para este objetivo existem 2 estilos - Vancouver (numérico) e Harvard.(nome, data). um pode revelar-se mais útil que o outro, mas são as instituições académicas quem define quais os estilos a adoptar. Para saber mais clique aqui e aqui

 

4. Armazenar e organizar referências

À medida que for pesquisando livros e artigos científicos, a partir de várias bases de dados, Internet pode organizar as suas referências, usando softwares de gestão de citações. Se pretender usar o EndNoteWeb, veja como aqui.